Abertura   Editorial   Colunistas   Contato  
 
     
 
 
   
  PSICANALISTA
POLÍTICO
  BOATOS E
FAKE NEWS
  RESENHAS
LITERÁRIAS
  FUTEBOL
DE VÁRZEA
  OPINIÃO DOS
PARCEIROS
  DIVULGAÇÃO
CIENTÍFICA
 
 
 

 

Blog Boatos e Fake News
por Isabella Mello


Isabella Mello é carioca apaixonada por livros de romance, esportes e pelo Flamengo, é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal Fluminense.






4 governadores seguidos do Rio de Janeiro já passaram pela prisão
Por: Isabella Mello em 14/12/2018

Desde 1998 até hoje, ou seja, 20 anos da política do governo do Rio, tiveram seus líderes atrás das grades. Rosinha Garotinho, Anthony Garotinho, Sérgio Cabral e Luís Fernando Pezão possuem seus nomes em listas sujas, seja de fraude eleitoral, desvio de verbas públicas, ou pela tão famosa Operação Lava Jato, que tem, na atualidade, mexido com o sono de diversos políticos e empresários brasileiros.

Lugar que era a capital do país, o Rio de Janeiro sofreu diversas transformações durante a era de D. Pedro e D. Pedro II, o que não foi diferente na Primeira República, com a derrubada de cortiços na cidade do Rio, significando que desde seu início a modernização da cidade foi extremamente elitizada. Com a Copa do Mundo e as Olímpiadas, o cenário não mudou muito. Algumas poucas coisas foram feitas, mas não deixaram de favorecer os ricos e empresários.

A questão é que obras enormes foram feitas, e no caso de Garotinho, que tem fama entre os servidores públicos, alguns programas sociais ganharam força, como o Cheque Cidadão e o Restaurante Popular, que de alguma forma ajudaram a população. O Rio em geral, viu essas coisas acontecerem, e hoje, a frase que provavelmente mais circula entre a boca do povo é: “Roubou mas pelo menos fez.” Em meio à bilhões de reais roubados, a população ainda vota em pessoas envolvidas em escândalos de corrupção porque de alguma forma, alguém, que talvez nem tenham sido elas mesmas, foi beneficiado. Talvez essa seja a síndrome do carioca, vindo de geração em geração, desde o início da República, ou até antes disso. Talvez seja uma saga a qual eu espero que com essas eleições, tenha sido cancelada e que esteja somente na memória como aprendizado, por mais que as esperanças sejam poucas.











Post posterior
Um novo questionamento surge no ar: Usar celular causa Câncer?
 
Post anterior
Relação professor-aluno: uma reflexão particular




 



Psicanalista Político
Boatos e Fake News
Resenhas Literárias
Futebol de Várzea
Opinião dos Parceiros
Divulgação Científica
 

Abertura
Editorial
Colunistas
Contato