Abertura   Editorial   Colunistas   Contato  
 
     
 
 
   
  PSICANALISTA
POLÍTICO
  BOATOS E
FAKE NEWS
  RESENHAS
LITERÁRIAS
  FUTEBOL
DE VÁRZEA
  OPINIÃO DOS
PARCEIROS
  DIVULGAÇÃO
CIENTÍFICA
 
 
 

 

Blog Divulgação Científica
por Isabella Mello


Isabella Mello é carioca apaixonada por livros de romance, esportes e pelo Flamengo, é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal Fluminense.






Casa da Descoberta em busca da divulgação científica
Por: Isabella Mello em 29/11/2018

Em meio à dificuldade científica que o país vive, com cortes de bolsas e investimentos em ciência, a Casa da Descoberta, museu desenvolvido por alunos e professores da Universidade Federal Fluminense, continua desenvolvendo seu projeto, principalmente com escolas e crianças para mostrar que a ciência está no nosso dia a dia e pode ser algo além do que se aprende em colégios. Criada em 1999, o museu foi desenvolvido por 12 professores das áreas de exatas da UFF, entre eles a professora Daisy Maria Luz que coordena a Casa. Hoje, o projeto mantém sua influência, recebendo pessoas de variadas faixas etárias e gostos com o propósito de contribuir para a divulgação científica. Sendo um projeto de iniciativa de universidade pública, o dinheiro investido indiretamente pela população é revertido para alfabetização científica dos indivíduos de Niterói e do Rio de Janeiro.

Dentro do museu, desenvolve-se o projeto de extensão Clube de Astronomia, que tem como coordenadora e orientadora a professora Érica Nogueira, com especialidade nessa área. A UFF não dispõe do curso de Astronomia em si, nem mesmo na grade de Física, mas o projeto aprofunda-se onde muitos amadores tem curiosidade e vontade de aprender. Desde os tempos da mitologia e depois com as viagens para “descobrir” novos lugares, existem essas pessoas que se interessam pelos céus, estrelas e o que existe neles, não sendo diferente no nosso cotidiano. Para isso, a casa possui telescópio para os curiosos e um planetário, onde pode-se observar as constelações. Contando com cerca de 30 monitores, voluntários e bolsistas, as atividades são explicadas de um modo que todos podem entender com facilidade.

Segundo o PISA, Programa Internacional de Avaliação dos Estudantes, em sua pesquisa de 2016, o ensino de ciências no Brasil está na posição de número 63 dos 70 países analisados, ou seja, apenas 0,02% dos alunos conseguem aplicar os conceitos que aprendem e ter entendimento, por exemplo, sobre a Terra e o Espaço. Isso mostra o quanto o projeto da Casa da Descoberta e o Clube de Astronomia são válidos, na busca de inteirar a população cientificamente e o quanto deve-se dar valor e incentivar essas iniciativas.

Mais informações sobre a Casa da Descoberta na página do Facebook “Casa da Descoberta UFF”. https://www.facebook.com/casadadescobertauff/











Post posterior
Sirius, o novo acelerador de partículas brasileiro
 
Post anterior
Psicofobia: o preconceito capaz de ferir mais do que o próprio transtorno mental




 



Psicanalista Político
Boatos e Fake News
Resenhas Literárias
Futebol de Várzea
Opinião dos Parceiros
Divulgação Científica
 

Abertura
Editorial
Colunistas
Contato