Abertura   Editorial   Colunistas   Contato  
 
     
 
 
   
  PSICANALISTA
POLÍTICO
  BOATOS E
FAKE NEWS
  RESENHAS
LITERÁRIAS
  FUTEBOL
DE VÁRZEA
  OPINIÃO DOS
PARCEIROS
  DIVULGAÇÃO
CIENTÍFICA
 
 
 

 

Blog Psicanalista Político
por Felipe Pena


Felipe Pena é jornalista, psicólogo, roteirista e professor da UFF.

Doutor em literatura pela PUC, com pós-doutorado em semiologia pela Sorbonne, é autor de 15 livros e diretor do documentário "Se essa Vila não fosse minha". Visiting Scholar na New York University.

Foi sub-reitor da Universidade Estácio de Sá entre 1999 e 2004 e comentarista do Estúdio I, na Globonews, entre 2013 e 2015.

Escreve semanalmente no Jornal Extra.






A generosidade do Moreno
Por: Felipe Pena em 14/06/2017

Você sempre foi generoso comigo.

Até quando discordávamos, havia afeto. Se eu falava em golpe, era corrigido com ternura e chamado de "levemente esquerdista". Se eu defendia as diretas já, recebia uma aula de direito constitucional com direito a feijoada. E até as broncas no twitter eram seguidas de uma mensagem carinhosa por e-mail. Nossa única unanimidade eram os comentários sobre o Coisa Ruim, termo que você cunhou com absoluta fidelidade para definir o personagem Eduardo Cunha.

Em 2011, quando você me escreveu para dizer que estava usando o livro Teoria do Jornalismo em suas aulas na faculdade, recomendei obras de outros autores, mais velhos e respeitados. "Isso é uma bobagem, vou continuar usando o seu texto, professor". Foi o melhor elogio que recebi em toda a minha carreira no magistério. Porque, na verdade, o professor era você. Professor Moreno, professor de uma geração.

Quando você repetiu essa história para a Karla na última vez que nos vimos, na laje nova, em São Conrado, fiquei lisonjeado e emocionado. O Gilberto Gil estava ali, ao seu lado, ouvindo seus causos. Ele e todos que se reuniam em torno de sua ironia fina ficavam embevecidos com essa verve sedutora. Ninguém jamais conseguirá ser tão agregador e carismático como você.

No sábado, marcamos um encontro para esta semana.

Não sei por quanto tempo o encontro terá que ser adiado, mas prometo levar uma informação de bastidor para você me corrigir e dizer que há coisas mais importantes para discutir. Prometo ser "levemente esquerdista" para merecer sua bronca generosa.









Post posterior
O tamanho de nosso atraso
 
Post anterior
Dois juízes e a conta! Em abril, Temer foi à pizzaria




 



Psicanalista Político
Boatos e Fake News
Resenhas Literárias
Futebol de Várzea
Opinião dos Parceiros
Divulgação Científica
 

Abertura
Editorial
Colunistas
Contato