Abertura   Editorial   Colunistas   Contato  
 
     
 
 
   
  PSICANALISTA
POLÍTICO
  BOATOS E
FAKE NEWS
  RESENHAS
LITERÁRIAS
  FUTEBOL
DE VÁRZEA
  OPINIÃO DOS
PARCEIROS
  DIVULGAÇÃO
CIENTÍFICA
 
 
 

 

Blog Opinião dos Parceiros
Clipping de notícias


O Blog é composto pelo clipping de notícias veiculadas em outras mídias.

Aqui você encontrará matérias de nossos parceiros: GGN - o Jornal de todos os Brasis, DCM - Diário do Centro do Mundo, Mídia Ninja, Brasil 247; dentre outros canais de igual relevância.

O blog é voltado ao jornalismo de expressão e narrativas independentes; direcionado às grandes questões políticas de nosso país.





Quem depositou R$ 100 mil na conta do matador de Marielle? Siga o dinheiro, diz Flávio Dino
Por: Paulo Henrique Amorim (Conversa Afiada) em 15/03/2019

Acusado de envolvimento nas mortes da vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes, o sargento reformado Ronnie Lessa teria recebido um depósito de R$ 100 mil feito em 09 de outubro de 2018, segundo um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Além disso, ele e o ex-PM Élcio Queiroz (também apontado como um dos envolvidos na morte da parlamentar) teriam combinado detalhes de depoimentos prestados à polícia por Élcio e outro investigado no começo de fevereiro. As informações constam no documento que embasou a prisão preventiva dos dois, decretada nesta quinta-feira pela Justiça.

O relatório informa que o depósito na conta de Ronnie foi feito na boca do caixa e indicaria que o sargento pode ter participado de outros crimes após a morte da vereadora. Já em relação ao depoimentos combinados, o texto afirma que Ronnie, Élcio e o sargento da PM Pedro Bazzanella se encontraram no último dia 1º de fevereiro no restaurante Resenha, na Barra - onde ficaram por cerca de 1 hora. Bazzanella foi um dos alvos da operação Lume, que prendeu Ronnie e Élcio na última terça-feira.

De acordo com o documento, logo após o encontro, Élcio e o Bazzanella prestaram depoimentos sobre o caso Marielle à Divisão de Homicídios, confirmaram que tinham se visto, mas omitiram a presença de Ronnie no encontro. Segundo o relatório, depois do depoimento, Bazzanella teria voltado ao Resenha e passado mais 1 hora na companhia de Ronnie. "Os denunciados Ronnie Lessa e Élcio foram flagrados em plena combinação de depoimentos", afirma o pedido de prisão.

Após a decretação da prisão preventiva nesta quinta-feira, Ronnie e Élcio devem ser encaminhados a Bangu 1. De lá, eles serão conduzidos a um presídio federal de segurança máxima. Além da prisão, foi determinado o bloqueio dos bens dos acusados.


Risco de fuga para Atlanta

Entre os motivos elencados para o pedido da prisão preventiva de Ronnie, está o risco de que o PM reformado fugisse para Atlanta, nos Estados Unidos. De acordo com o documento, ele tem uma filha que mora na cidade americana.

De acordo com o relatório, as investigações concentraram suas atenções em Ronnie após uma denúncia anônima feita por telefone à Divisão de Homicídios em 15 de outubro de 2018. Ela apontava um PM reformado de nome Lessa e conhecido como Perneta como autor dos assassinatos de Marielle e Anderson. O homem teria estado no restaurante Tamboril, na Barra, antes de realizar execução. A partir do cruzamento de dados, a polícia chegou a Ronnie.











Post posterior
Maia diz que é viável aprovar reforma da Previdência no 1º semestre
 
Post anterior
OAB e juízes apoiam abertura de inquérito sobre ameaças a ministros do STF




 



Psicanalista Político
Boatos e Fake News
Resenhas Literárias
Futebol de Várzea
Opinião dos Parceiros
Divulgação Científica
 

Abertura
Editorial
Colunistas
Contato